sexta-feira, 20 de outubro de 2017

14 Bis

Por Mayanna Velame




Ele conquistou
O lar dos santos.
E o mundo lhe pediu bis...
Quando o 14 Bis
Atingiu o céu de Paris.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Poesias

Por Nana Yamada


Imagem: Rociel


Tive que aprender a contar minhas histórias tristes em poesia.
Porque só a poesia pode transformar qualquer sentimento em amor.
Qualquer machucado em aprendizagem.
Qualquer erro em experiência.
Qualquer confusão em paz.
Qualquer existência em inspiração.
E qualquer tentativa é válida quando feita com amor.
Tudo é válido quando o sentimento é verdadeiro.
Quem nunca se perdeu numa loucura de amor?
E fez dessa loucura um refúgio?
Refúgio para a alma, que se calou na sua ausência.
Mas, dessa ausência, não oculta que você renasce em mim.
Estando sempre presente em mim,
Nas minhas poesias...

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

A intervenção

Por Fabio Ramos




amparo
dos médicos


na
mesa
cirúrgica:


ALI


às pressas


fora
enviado


(...)


o pulsar


do
coração


(naquele monitor)


o
bisturi
no abdômen


e litros
de


SANGUE


(...)


em
pleno


(procedimento)


a equipe
ignora


UM FATO:


esse
homem


(sendo operado)


seu
padecer


fora do corpo


(...)


uma
voz
ordena:


A SUA HORA


NÃO
É
AGORA


(...)


um
aperto


no
peito
e CABUM:


ele
retorna


(de onde saíra)

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Vida

Por Denise Fernandes


Imagem: Christian Schloe


lua escondida

na mesma ferida

assim se vai a vida

tão rápida, tão comprida

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

perfume branco

Por Ana Paula Perissé




                                             verte
                                             a vértebra
                                             existencial
                                             em tua
                                             verve
                                             quase nua.


                                             vértice abissal
                                             de quantos versos
                                             há de fazer-te
                                             pura vertigem?


                                             ( vésper em sinal
                                             de crepúsculo)


                                             aos vér-sus de vereda
                                             crua.


                                             (vermute de sêmen
                                             em substância pura)

domingo, 15 de outubro de 2017

Poema rico

Por Oswaldo Antônio Begiato




Gostaria que abundantes me fossem
as palavras.
Mas elas me fogem
se fazem magras,
raquíticas,
e parcas.
(Me deixam mudo
diante desta mulher).


Gostaria que intensos me fossem
os diamantes.
Mas tenho apenas uns cristais
que se quebram quando meu olhar
os toca sem sentido.
(Me deixam pobre
diante desta mulher).


Mas tenho dentro de mim um coração,
que mesmo mudo,
bate enlouquecido
e como uma ostra vaidosa,
cria com o seu bater doído
a pérola mais linda
que já se viu.
(Me deixa como joia rara
diante desta mulher).


Me deixa como poeta
diante desta mulher.

sábado, 14 de outubro de 2017

Retrato antigo

Por Meriam Lazaro




Um retrato em preto e branco
tem a pureza do linho...
Tempo casto e sem pressa,
com a sutileza da flor
que falta o espinho.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017