sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Três Corações

Por Mayanna Velame




Mineiro tem mesmo
o coração do tamanho
de um trem.


E Minas é tão imensurável
quanto suas montanhas.
Que não basta apenas
ter um coração.


É preciso ter Três Corações,
para que toda essa
mineirice de ser
apite entre os trilhos
(da prosa de nossas vidas).

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Como consegues

Por Nana Yamada




Como consegues arrancar um sorriso de mim
quando menos espero?
Como consegues sempre ser esse doce encanto?
Como consegues me tocar, sem me tocar?
Como conseguiste tudo isso, sem eu perceber?

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Alerta vermelho

Por Fabio Ramos




ele
diz
que


acreditar


em
Deus


é estupidez


(...)


coisa
de


FANÁTICOS


(...)


ele
se
acha


(muito superior)


a
quem


dobra os joelhos


em
oração


(...)


e ele


no
auge
da sensatez


ruge
como


LEÃO ACUADO


quando
seu
ladrão


de estimação é condenado
à prisão:


e
ataca
(o próximo)


na
hora


e
a baba
ESCORRE DA BOCA


(...)


daí
para


acreditar


em
duende


(chupacabra e cartomante)


é um
pulo


(...)


e
claro:
FANÁTICOS SÃO


os
outros

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Peixes

Por Denise Fernandes




Sensibilidade a tudo, e em todos os sentidos. A totalidade. O oceano universal. Os oceanos. O caos. A imaginação. A compaixão. A espiritualidade. A solidariedade. A fuga. A confusão.

A névoa e a neblina. O sono. Os pés. As alergias e as intoxicações. Nossa relação com o mar. A insatisfação. A união. A inspiração. A comunhão. A Música. A Química. A navegação.

Ajudar, e receber ajuda. A transcendência. A multidão. A humanidade. A loucura. A humildade. A caridade. O humor. O cristianismo. O Cristo.

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

para o que me falta viver

Por Ana Paula Perissé




                                      tem alguma coisa
                                      que ainda não tem nome
                                      mas que existe
                                      tão grande
                                      nem nunca terá


                                      a incerteza de saber
                                      vibra na corda de cada cello
                                      encantado
                                      sobre os ombros
                                      de um músico da noite


                                      brilha cada vez mais
                                      ofuscado
                                      dentro de cada pedaço de pele
                                      que se assanha
                                      em encerrá-lo
                                      em mim


                                      e as sombras que carrego
                                      iluminam-se ao teu luar
                                      insano
                                      inominado
                                      em procura aflita
                                      acende
                                      a chama
                                      de uma clareira
                                      enluarada
                                      prateada e depressa
                                      atirada em cima
                                      de mim


                                      aflitar-se de tanto buscar!
                                      pois que venha, então
                                      para o resto dos meus dias

domingo, 18 de agosto de 2019

Cantiga de criança

Por Oswaldo Antônio Begiato




Se essa lua
Fosse minha
Eu mandava
Ladrilhar
Com ladrilhos
De Portugal
Só para
O meu amor passar...


Mas quem passou
Foi o dragão
E levou o meu amor

sábado, 17 de agosto de 2019

Coisa e tal

Por Meriam Lazaro




Vivo além dessa saudade
que você deixou-me um dia,
vago só pela cidade
que já foi minha alegria.
Porto Alegre dos casais
hoje é cama vazia,
esperança por metade
plena sombra luzidia.
Morre o sol lá no Guaíba,
guarda a tarde hibernal,
tomo da taça mais fria
com tristeza abissal.
Deu pra ti, minha euforia,
Beira-rio e geral,
passa glória e tristeza,
assunção e liberal.
Se não sinto mais magia
e nem pulo carnaval
é por não ter fantasia
de ser feliz coisa e tal.

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Céu estrelado

Por Mayanna Velame


Imagem: Vincent van Gogh


Diziam que seria
astronauta:
namorava
as estrelas, o espaço...
Mas, não!
Ele apenas apreciava
a Noite Estrelada, de Van Gogh.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Nosso caso

Por Nana Yamada




Não sei explicar
Essa sensação
Que você me faz sentir
Sem eu saber
Como explicar
Tudo isso que vivemos
Ocultamente tão presente
Tão real na ilusão


Meus pés alcançam
O céu com o toque
Da tua pele
Com seu perfume
Que registra
Todos os momentos
Que depois nós
Comentamos e acrescentamos
Mais sentimentos


Nosso caso
Não se explica
E não se repete
Por ser tão unicamente
Esse caso
Tão misterioso
Que é tão nosso
Jeito de ser…

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Piedade

Por Fabio Ramos




e
no
barraco do


sem
noção


TEREZA ARAGÃO


TEREZA
ARAGÃO


(...)


e
você
escuta querendo


(ou não)


TEREZA
ARAGÃO


TEREZA ARAGÃO


(...)


no
fim
de semana


a
latinha
na
mão


TEREZA ARAGÃO


TEREZA
ARAGÃO


(...)


irrita


o
pai e


(também o irmão)


TEREZA
ARAGÃO


TEREZA ARAGÃO


(...)


o samba
é ouvido


até
no
Japão


TEREZA ARAGÃO


TEREZA
ARAGÃO


(...)


a morta estrebucha
dentro do
caixão


TEREZA
ARAGÃO


TEREZA ARAGÃO


(...)


chamar
um


(nove zero)


não
resolve
não


TEREZA ARAGÃO


TEREZA
ARAGÃO


(...)


depois


de
um
verso


entrou o refrão


TEREZA
ARAGÃO


TEREZA ARAGÃO


(...)


e tudo
de
novo


DO INÍCIO

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Aquário

Por Denise Fernandes




A liberdade, e o sentir-se livre. O sentimento de fraternidade, de igualdade com os outros seres humanos. A intuição e a voz do coração. A tecnologia, as inovações, os meios de comunicação de massa. A aviação, os computadores.

A cultura, a moda. As reuniões sociais, as festas, os eventos. As cidades. A educação, os ideais. O aprendizado através da experiência. O futuro, os desejos de futuro. A ansiedade.

Os tornozelos, o sistema nervoso, a circulação dentro do corpo humano, os hormônios. A ecologia, a sintonia com a Natureza. O trabalho em equipe, o trabalho comunitário. A abertura para o diferente. Tudo aquilo que nos liberta.

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

chá confessional em p/b

Por Ana Paula Perissé




                                eu olho para o nada
                                enquanto meu chá esfria
                                nele se encerra quase tudo
                                que nunca haverei de saber


                                as sombras sempre me acompanham
                                nelas confio
                                plenamente
                                porque só em sua opacidade
                                tenho a consciência do não-saber
                                que docemente
                                autoriza-me
                                a ser o que sou


                                sou blasé e p/b
                                só por fora
                                quem me conhece sabe...
                                mais de mim
                                do que eu mesma


                                posto que confio em meus amores
                                (também)


                                são o colorido
                                de minhas sombras
                                a alegria que me impulsiona
                                à criação que me faz
                                VIVA em vida...

domingo, 11 de agosto de 2019

sábado, 10 de agosto de 2019

Musa e poesia

Por Meriam Lazaro


Imagem: Michele Norman


Ela é musa e poesia
muitas vezes aclamada.
Outras, flechas do agudo,
por muitos, desenganada.
Pontiagudo silêncio
dá a voz desesperada,
clama brandindo justiça,
outras, só quer ser amada.
Chega em rebentação
ou na garganta embargada.
Palavra, nobre quinhão,
que sem amor não diz nada.

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Nós

Por Nana Yamada




Somos uma história que não se explica
Somos aquilo que deixamos o tempo ser
Somos uma parceria que não se descreve
Somos um caso que não se conta
Somos a verdade que vivemos
Somos o que permitimos ser
Somos o que construímos a cada anoitecer
Somos a transparência de sentimentos que ocultamos
Somos tudo aquilo que desconhecemos…

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Corresponder às expectativas

Por Fabio Ramos




quem
não


sabe dançar


fica
de
canto


enferrujando


(...)


mas
para


o homem


que
precisa


(conduzir a dama)


no salão
é pior


(...)


e quem não


sabe
nadar


À MARGEM FICA


da
piscina
ou


da
praia


em desencanto


(...)


mas
para


o homem


que
deve


(salvar a moça)


de
um
afogamento


é bem
pior


BOTA PIOR NISSO