sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Professores do Brasil

Por Mayanna Velame




Costumo dizer que os professores pincelam nossas vidas com tinta de esperança, apagam as rasuras da desigualdade e escrevem o futuro em parágrafos de amor e dedicação. É por isso que esse texto é escrito com letras alegres e saltitantes... Vamos lá!


Os professores de Língua Portuguesa são clássicos, eloquentes e poéticos. Rodeados de interrogações, vírgulas, acentos. Vivem em concordância com a norma padrão da língua - e em consonância com a Linguística. Eles amam um rapaz chamado dicionário. Já os professores de Matemática são calculistas! Eles veneram uma donzela chamada Hipotenusa.


Stop, please! Também não podemos esquecer dos professores de Língua Inglesa. Durante as aulas, eles adoram colocar a língua entre os dentes; só para mostrar que sabem pronunciar o "TH". Repeat again, everybody...


Mas há também os professores de Geografia. Eles são bem espaçosos e apaixonados pela Terra. Quer agradar seu mestre? Presentei-o com um globo terrestre e sua nota dez estará garantida. E o que dizer dos professores de História? Esses são politizados e prezam um bom debate. Viva a revolução!


Quanto aos professores de Química... Ah, esses sempre se apaixonam por um rapaz chamado átomo. Faça o quadro da Tabela Periódica. Ela é a queridinha dos docentes de Química. Ei, ainda faltam os professores de Ciências! Estes são centrados e loucos. E até levam para a sala de aula seu "brinquedinho" preferido: o microscópio.


Enquanto isso, os mestres de Física fazem o tempo e o espaço voarem com a velocidade. Deus no céu, Einsten na terra. Tudo é relativo, né? Não podemos ficar sem ir à quadra de esportes. Os professores de Educação Física estão lá, esbeltos e delgados, com um apito dependurado no pescoço: 1, 2, 3, 4...


E para finalizar, temos o professor de Artes (que aparece munido de ideias malucas e coloridas). Ele vai fazer com que você nunca se esqueça de um quadro intitulado "Abaporu".


Se esse texto não citou todas as disciplinas é por que, no final, elas têm o mesmo intuito: mostrar que o ensino vai muito além das quatro paredes da escola. Só compartilha o conhecimento quem o ama verdadeiramente - e enxerga nele uma possibilidade de transformar nossas vidas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário